Rerum Novarum é tema da Conversa de Justiça e Paz

A Comissão Justiça e Paz de Brasília (CJP-DF) realiza, no próximo dia 03 de maio, às 19 horas, mais uma Conversa de Justiça e Paz, com o tema: Rerum Novarum 130 anos: o mundo do Trabalho e os Direitos Sociais”.

A temática proposta alude à Carta Encíclica do Papa Leão XIII – Rerum Novarum (das coisas novas), sobre a condição dos operários, neste mês em que ela completa 130 anos de sua publicação.

As reformas que o Papa Leão XIII preconizava na Rerum Novarum, em 1891, abriram caminho para a evolução de toda a legislação social e trabalhista nos anos que se seguiram, inclusive para a criação da Organização Internacional do Trabalho – OIT, em 1919.

O Padre Fernando Bastos de Ávila na sua obra literária“Pequena Enciclopédia de Doutrina Social da Igreja” (Edições Loyola, 1991), no aniversário de 100 anos da histórica Encíclica, já nos brindara com avaliação relevante e precisa daquele documento, formatando as intuições do Pontífice: “O programa de Leão XIII abrange muitas exigências. O acesso e a garantia da propriedade privada para todos; Direito ao repouso dominical que era desrespeitado de maneira cruel; A limitação da jornada de trabalho, especialmente para crianças e mulheres; Todavia, a coisa mais inovadora “das coisas novas” – Rerum Novarum – foi a definição da justiça do salário. O salário justo é aquele que garante: condições de vida digna para o trabalhador, para sua família e possibilidades de poupança para enfrentar os imprevistos e as fatalidades mortais da vida. A encíclica consagra assim o salário-família como um dever de justiça, e não como uma mera utopia complacente. A encíclica consagra também a previdência privada.”

A Comissão Justiça e Paz de Brasília (CJP-DF) convida, pois, para esta Conversa comemorativa dos 130 anos (15/05) da Carta Encíclica Rerum Novarum, que contará com as especiais participações do eminente jurista Dr. Cezar Britto (membro honorário vitalício da Ordem dos Advogados do Brasil-OAB, da qual foi presidente) do Padre e Dr. José Ivo Follmann (Diretor do Observatório Luciano Mendes de Almeida e Secretário para a Justiça Socioambiental da Província dos Jesuítas do Brasil). Como mediadores teremos a presença, pela CJP-DF, do Prof. Dr. José Geraldo de Sousa Junior, Ex-Reitor da Universidade de Brasília-UnB e do Presidente da CJP-DF, doutorando Eduardo Xavier Lemos.

O evento vai ao ar no dia 03/05 através do perfil da Comissão Justiça e Paz de Brasília no Facebook e Youtube.

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *