Author Archives: cjpadmin

Não é saudável amar o silêncio e esquivar o encontro com o outro, desejar o repouso e rejeitar a atividade, buscar a oração e menosprezar o serviço. Tudo pode ser recebido e integrado como parte da própria vida neste mundo, entrando a fazer parte do caminho de santificação. Somos chamados a viver a contemplação mesmo no meio da ação, e santificamo-nos no exercício responsável e generoso da nossa missão. 

(Papa Francisco, Exortação Apostólica Gaudete et Exsultate, nº 26)

A Comissão Justiça e Paz de Brasília (CJP-DF) realizará, no próximo dia 4 de junho, a 46ª “Conversa de Justiça e Paz”, com o tema: “A Dimensão Social da Fé no Atual Contexto Histórico”. A fim de desenvolver a reflexão e fomentar o debate com a sociedade sobre tema tão atual e relevante, contaremos com a ilustre e especializada contribuição de Therezinha Cruz, professora e segundo vice-presidente do Conselho Nacional das Igrejas Cristãs do Brasil - CONIC.leia mais   clique aqui

Nosso país está hoje de fato muito dividido. Ele é um dos campeões do mundo em desigualdade social. Não poderiam deixar de surgir movimentos, partidos e governos dispostos a agir efetivamente pela igualdade – ideal de todos os que se declaram democráticos. Mas essa tarefa é gigantesca – política, econômica e cultural. Os que procuraram realizá-la fizeram na verdade ainda muito pouco para que se construa realmente no país uma sociedade justa.

Os riscos aumentam. Os tiros da madrugada de 28 de abril em Curitiba, depois da execução em março de Marielle Franco – com seus autores até agora impunes - e dos assassinatos de tantos lideres sociais pelo Brasil afora, demostram a ousadia crescente dos que querem autoritarismo em vez de democracia e “desejam” a violência – como a das guerras entre traficantes de drogas. Eles são poucos, são ínfimas minorias. Mas sabem que violência provoca violência, escapa ao controle da sociedade e se torna irrefreável. Já houve em nosso país revoltas e ações políticas armadas – o que foi sempre muito doloroso. Nunca no entanto chegamos a viver guerras civis, como as que infelicitam o povo, atualmente, em regiões do mundo em que a disputa por recursos naturais é exacerbada e pode se apoiar em disputas religiosas. Para a satisfação dos fabricantes e vendedores de armas, na lógica anti-humana do sistema econômico dominante. Há quem já nos veja empurrados para essa tragédia.leia mais   clique aqui

“Educar para a verdade significa ensinar a discernir, a avaliar e ponderar os desejos e as inclinações que se movem dentro de nós, para não nos encontrarmos despojados do bem, ‘mordendo a isca’ em cada tentação.”

Papa Francisco, mensagem para o 52º Dia Mundial das Comunicações Sociais, 2018.

A Comissão Justiça e Paz de Brasília (CJP-DF) realizará, no próximo dia 7 de maio, a 44ª “Conversa de Justiça e Paz”, com o tema: “Comunicação Social e o Compromisso com a Verdade”. A fim de desenvolver a reflexão e fomentar o debate com a sociedade sobre tema tão atual e relevante, contaremos com a ilustre e especializada contribuição de Venício Artur Lima, professor de Ciência Política e Comunicação da Universidade de Brasília.leia mais   clique aqui

“Envolver-se na política é uma obrigação para um cristão. Nós, cristãos, não podemos nos fazer de Pilatos e lavar as mãos. Não podemos! Devemos nos envolver na política porque a política é uma das formas mais elevadas da caridade, porque ela procura o bem comum.”

Papa Francisco, Vaticano, 2015.

A Comissão Justiça e Paz de Brasília (CJP-DF), realiza no próximo dia 2 de abril, a 43ª “Conversa de Justiça e Paz”, com o tema: “Eleições 2018: sinal de esperança para a democracia brasileira”. A fim de desenvolver a reflexão e fomentar o debate com a sociedade, o convidado é o professor Claudio Lemos Fonteles, ex-Procurador-Geral da República e professor da Faculdade de Teologia da Arquidiocese de Brasília.leia mais   clique aqui

A Comissão Justiça e Paz de Brasília realizou ontem, 5 de março, mais uma Conversa de Justiça e Paz com o tema “Água e Cidadania”. A Conversa, aconteceu, como sempre,  no Auditório Dom José Freire Falcão, na Cúria Metropolitana (Anexo da Catedral), teve como convidados o Escritor Eugenio Giovenardi (21 livros publicados – romances, crônicas, poesias, ensaios, boa parte sobre o tema ecologia); Ecossociólogo (URGS) e Teólogo (ex-sacerdote da Ordem franciscana dos Capuchinhos), Membro do Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal e o Professor (UnB) Doutor Paulo Sérgio Bretas de Almeida Salles, Diretor-Presidente da ADASA-DF (Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal) e um dos organizadores do 8º Fórum Mundial das Águas.leia mais   clique aqui